A MENNET & MENDELSKI ADVOGADOS

Fundado no distante ano de 1938 por Carlos Pinto Mennet (OAB/RS nº 092), sob a denominação de “Advocacia Mennet”, com sede em Viamão e atendendo às Comarcas vizinhas de Gravataí, Santo Antonio da Patrulha, Osório, Porto Alegre e outras, o escritório esteve inicialmente instalado em uma sala na Galeria Zavarize, onde por anos o escritório atendeu seus clientes e amigos. Após, passou maior parte de sua historia na Rua Francisco Vaz Ferreira, 106. Na década de 1970, o escritório pôs sede em sala privilegiada no então maior prédio da Cidade, Galeria das Américas, em local com visão para toda praça da Prefeitura. Nos últimos anos, vem ocupando imóvel na principal via comercial do centro de Viamão, a Avenida Coronel Marcos de Andrade.

Dr. Carlos Pinto Mennet, após notável atuação na Magistratura Gaúcha, firmou conceito como respeitável advogado e político. Dando continuidade aos serviços e compromissos do escritório de respeito aos direitos e busca de soluções jurídicas aos seus clientes, seu filho, Dr. Marco Polo Mennet (OAB/RS nº 7.032) passou a integrar a banca no ano de 1971.

Paulo Roberto Madalena Carvalho (OAB/RS nº 28.334) e Marta Mendelski Carvalho (OAB/RS nº 25.257) associaram-se ao escritório no ano de 1989. Após, Rafael Rodrigues Mennet (OAB/RS nº 45.897), no ano de 1998, passou a integrar a atual composição de advogados, hoje licenciado da sociedade para exercício de atividade pública. No início de 2008, a banca recebeu o retorno de Márcio Mendelski Carvalho (OAB/RS nº 27.031), que já havia integrado a banca no início dos anos 90.

Muitos viamonenses ilustres compuseram a equipe do escritório. Nessa jornada de quase 8 décadas de história, a firma jurídica contou com importantes profissionais parceiros, dentre os quais, importa destacar Odi Guimarães (contador), Justino Xavier (contador), Mário Skowronski (estagiário) e Alencarino Vaz Ferreira (secretário).

No exercício da advocacia, ainda fizeram parte da banca, o experiente ex-Juiz Classista da Justiça do Trabalho Dr. José Goulart Matos (1986/1988) e o jovem e hoje Professor de Direito Penal Dr. Maurício Sant´Anna dos Reis (2012), além do Eminente colega Dr. Felicíssimo Araújo Quadros, advogado jubilado pela OAB e do causídico Rodrigo Lima de Almeida, quando de uma experiência de fusão de escritórios de 2008 a 2011.

 

Fundadores

 

CARLOS PINTO MENNET

Nascido em data de 21 de maio de 1909, iniciou a trabalhar aos 14 anos como Professor de Datilografia. Posteriormente, seguindo seu desejo de Justiça, passou a trabalhar nos Cartórios Judiciais, começando como Datilógrafo, passando a Oficial de Justiça, Ajudante de Escrivão e Escrivão Judicial. Nesse mesmo período cursava a Faculdade de Direito, e logo após formado, em 1931 – OAB/RS 092, prestou concurso para Juiz de Comarca, obtendo o primeiro lugar. Jurisdicionou as Comarcas de Soledade, Santo Antonio da Patrulha, Osório e finalmente Viamão. Exonerou-se da Magistratura em virtude de divergências com o Tribunal, e após prestou concurso para Justiça Militar, e mais uma vez logrou classificar-se em primeiro lugar. Desempenhava a função de Juiz Militar e, ao mesmo tempo, exercia a advocacia, tendo em vista a inexistência de incompatibilidade para tais desempenhos, à época. Em 1938, inaugurou o escritório Advocacia Mennet, sediado em Viamão, porém com abrangência nos municípios vizinhos de Gravataí, Santo Antonio da Patrulha, Osório, Guaíba e Porto Alegre. No município de Viamão, devido a grande popularidade obtida, mercê dos serviços prestados, quer seja na área jurídica como na área social, além das amizades conquistadas, Carlos Pinto Mennet elegeu-se duas vezes Prefeito do Município. Foi cassado e preso pelo golpe militar de 1964. Irresignado com a injustiça que lhe era imposta, buscou através da Justiça o retorno de seus direitos políticos, e foi quem sabe o único brasileiro, naquela época, que teve a coragem de enfrentar a Redentora judicialmente e sair-se vencedor, sendo-lhe restituídos todos os seus direitos políticos e o cargo de Prefeito que lhe haviam tirado. Retornou ao cargo de Prefeito, e logo após, renunciou demonstrando sua inconformidade com os estado ditatorial que governava o País. A partir de então, desiludido com a política, dedicou-se única e exclusivamente a advocacia até seus últimos dias, quando já contava com 85 anos. Seu posicionamento, seu caráter, demonstraram em todas as suas atividades, ser homem capaz, leal, honesto, inteligente, estudioso e independente. E desenvolvia sua atividade de advogado, sempre com o zelo necessário, lutando sempre pelo interesse de seus clientes dentro dos limites da lei. Por tais motivos, era conhecido e respeitado pelos colegas adversos, Juízes, servidores do Judiciário, Promotores e Desembargadores de nosso Tribunal de Justiça. Faleceu no dia 30 de janeiro de 1994.

 

MARCO POLO DE CASTRO MENNET

Nascido em 30 de dezembro de 1945, ainda jovem fez suas primeiras relações com o mundo jurídico, prestando serviço em loja de mecanografia e serviço de cópias, oportunidade em que atendia ao Tribunal de Justiça do Estado, Primeiro e Terceiro Cartório de Registro Cível, Cartório de Títulos e Documentos e Arquivo Público, na Capital. Após início da faculdade em 1966, passou a desempenhar o papel de estagiário e office boy do escritório, com função de datilógrafo, além de responsável por retirada de processos em carga e acompanhamento processual, por meio de leitura diária do Diário Oficial do Estado.
Antes de formar-se, foi designado pelo Sindicato Rural para registro de carteiras dos trabalhadores rurais.
Com a inscrição na OAB/RS sob nº 7.032, passou a integrar o escritório como advogado em 1971. Dando ênfase à uma nova fase ao escritório, profissionalizando as relações com clientes e fortalecendo os trabalhos, praticamente refundou a banca. Em 1976, foi eleito Vice-Prefeito de Viamão, ocasião em que os votos atribuídos ao executivo municipal ocorriam separadamente, oportunidade em que Marco Polo fez mais votos que o próprio Prefeito eleito, de mesma chapa. Com isso, candidatou-se para Deputado Estadual em 1980, sagrando-se o mais votado no município à cadeira, por muitos anos, porém, não logrando eleição. Ainda em 1980, com trabalhos em destaque, assumiu na qualidade de Assessor da Liderança de Bancada do antigo MDB no Congresso Nacional, em Brasília. Logo após, 1980/81, recebeu e aceitou convite para servir como Assessor Parlamentar do Senador Pedro Simon.
No período 1986/89, foi designado pelo então Presidente da República como Diretor de Planejamento do Trensurb, considerando a necessidade de alteração da estrutura organizacional da empresa.
Em 1990, passou a semear sólida atividade em Direito Eleitoral e Político que o lançou a postos no Município, assumindo inicialmente como Assessor Jurídico da Câmara de Vereadores por 2 vezes e Diretor-Geral da Câmara de Vereadores por 2 vezes.
De 1994 a 1998, foi Procurador-Geral do Município, além de, entre 1999 e 2010, ter desempenhado as funções de Procurador-Geral e Diretor-Geral da Câmara de Vereadores, por várias oportunidades.
Em 2001 e 2002, foi escolhido para representar a OAB/RS em Lista Sêxtupla para concorrer a vagas do Quinto Constitucional de Desembargador do TJRS. Em 2004, compôs Lista Tríplice da OAB à vaga junto ao Tribunal de Justiça Militar.
Hoje, é o sócio que comanda o escritório rumo aos seus 80 anos, sendo referência nas áreas de Direito das Sucessões e Político/Eleitoral.

 

Nossa Missão:
“APLICAR CONHECIMENTO JURÍDICO DIFERENCIADO AOS TRABALHOS, NA BUSCA DE SOLUÇÕES INOVADORAS.” 

Visão Estratégica:
“SER REFERÊNCIA EM NOSSAS ÁREAS DE ATUAÇÃO, CONQUISTANDO EXPANSÃO TERRITORIAL, ATÉ 2022.”

Valores:
-TRANSPARÊNCIA NO RELACIONAMENTO COM O MERCADO E COM OS CLIENTES.
-COMPROMETIMENTO COM A QUALIDADE DO TRABALHO.
-CONHECIMENTO ATUALIZADO.
-COMPROMETIMENTO COM OS OBJETIVOS ESTABELECIDOS.
-BOM HUMOR.
-TRABALHO EM EQUIPE.

 

 

mobidickNossa História